Um dos nossos cursos prediletos está de volta – agora em edição especial Savassi Festival – e com apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e patrocínio da Mastermaq.

.

Com um percurso de 10km, bem leve e recheado de histórias, o Pedalando Pelos Muros perpassa por mais de 50 murais de Belo Horizonte. Ao longo do caminho, paramos em marcos importantes, corredores construídos por festivais e murais que desenham a história da arte urbana local.

.

Esta edição de Agosto começa as 9h com um piquenique/café da manhã na Praça Comendador Negrão de Lima, no Floresta, bem pertinho da Sapucaí. 10h partimos para a intrépida aventura de ler e assistir a murais inquietantes que a cidade tem a fornecer. Pedalando com calma e em grupo, a cada parada discutimos sobre as obras e seus temas, técnicas e motivações.

.

São murais de artistas locais, brasileiros e gringos, espalhados por uma Belo Horizonte inquieta e imprecisa. Chegamos ao Savassi Festival em torno de 14h30 para celebrar toda a troca e conhecimento adquirido ao longo de um percurso cheio de surpresas.

Praça Floriano Peixoto

.

Café da Manhã com Lua Magalhães

 

 

O curso não poderia começar de maneira melhor. Introduzindo as atividades do dia, a chef Luiza Magalhães apresenta um picnic de alimentos veganos e orgânicos frescos e de excelente bom gosto.

Bairro Santa Efigênia

.

Tropical Spray

 

 

O primeiro painel que visitamos foi feito de forma coletiva pelos artistas locais Hyper, Lucas Torres, GB e o viajante francês Seth The Globepainter. Além de definir um estilo genuinamente brasileiro de graffiti, este mural estampa a capa do livro Tropical Spray, lançado por Seth sobre sua jornada no Brasil.

Praça da Liberdade

.

Agostino Iacurci

 

Não é só de artista locais que vive os muros de Belo Horizonte. Uma das nossas paradas será no mural do italiano Agostino Iacurci, pintado durante o Carnaval de 2014 no Hospital Mario Penna. A pintura foi feita para uma campanha de doação para os pacientes do hospital.

Bairro Santa Tereza

.

Território Arte Urbana

 

O Festival de Arte Urbana TAU vem reimaginando vários muros cinzas do boêmio bairro de Santa Tereza. Ao longo das ruas Mármore, Dores do Indaiá, Divinópolis e Silvianópolis é possível encontrar murais representativos de uma efervescente cena local de arte urbana. Na imagem, retrato e pintura do querido Binho Barreto, um dos participantes do Festival em 2018. 

AGENDA

AGOSTO

PEDALANDO É UM CURSO DE R$138. MAS GRAÇAS A LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA E AO PATROCÍNIO DA MASTERMAQ

ESTA EDIÇÃO SERÁ R$40 COM CAFÉ DA MANHàE MEDIAÇÃO INCLUSOS