Pedalando Pelos Muros é um curso matinal que conecta duas paixões: arte urbana e bicicleta. Por meio de uma rota de 10km, bem leve e recheada de histórias, visitamos mais de 50 murais de Belo Horizonte apresentando os artistas, técnicas e suas temáticas de pesquisa.

 

Começamos às 9h com um café da manhã especial, em forma de picnic. Depois de uma breve introdução sobre a história do graffiti e a contextualização da cena brasileira, partimos para a pedalada em torno de pinturas de artistas locais, nacionais e internacionais.

 

O curso é gratuito e tem a intenção de fomentar e fortalecer a cena local a partir de suas narrativas urbanas. Encerramos sempre entre 13h e 14h, depois de mergulharmos intensamente em histórias um tanto (in)visíveis de Belo Horizonte.

Tudo começa em uma praça!

.

Picnic de Café da Manhã 

 

 

Um pão de quejo, antes do pedal, é muito bom para ficar pensando melhor! Para introduzir as vivências da manhã, oferecemos um café da manhã especial para preparar os ânimos. Ao longo do picnic, conversamos sobre as histórias e murais que veremos pelo caminho.

Conexão Italiana

.

Agostino Iacurci

 

Uma das surpresas que habitam a paisagem urbana de Belo Horizonte, este mural do artista italiano Agostino Iacurci foi pintado durante o Carnaval de 2014. A pintura nasceu durante uma campanha de doação para os pacientes do Hospital Mario Penna.

Nosso Beco do Batman?

.

Os Murais da Niquelina

 

 

A histórica rua “Nickelina”, via importante da regional Leste de Belo Horizonte, concentra uma série de murais um tanto especiais para a narrativa urbana da cidade. Como é o caso desta colaboração entre os artistas locais Priscila Amoni, Thiago Alvim e a paulista Magrela. Pintado no mesmo mês do rompimento da barragem em Mariana, Magrela fez uma importante menção ao episódio.

Bairro Santa Tereza

.

Território Arte Urbana

 

O Festival de Arte Urbana TAU vem reimaginando vários muros do boêmio bairro de Santa Tereza. Ao longo das ruas Mármore, Dores do Indaiá, Divinópolis e Silvianópolis é possível encontrar murais representativos de uma efervescente cena local de arte urbana. Na imagem, retrato e pintura do artista Binho Barreto, participante do Festival em 2018. 

O CURSO PEDALANDO PELOS MUROS VOLTA EM BREVE. QUER QUE A GENTE TE AVISE? DEIXA UM ALÔ!